Keith Richards

Lendo a biografia do Keith Richards no livro “Vida”, a afinação da guitarra dos Stones me chamou a atenção. Em 1968, quando os Stones já estavam fazendo sucesso, Keith Richards descobriu a afinação aberta em Sol. É uma afinação, simples, primitiva, muito usada no blues e country acústico tradicional para tocar slide, aquele cilindro metálico ou de vidro que gera aquele belo som de aço rasgando. Nessa afinação aberta, só de bater as cordas soltas já sai um acorde de Sol Maior.

Keith Richards descobriu que, com essa afinação, poderia explorar outras sonoridades diferentes da afinação clássica, e arrancou a corda mais grave da guitarra, ficando apenas com cinco cordas, na afinação aberta em Sol. A partir dessa afinação saíram os famosos riffs dos Stones: Start Me Up, Brown Sugar, Honky Tonky Woman, Jumping Jack Flash e muitos outros. Jimi Page também usou essa afinação na bela música “Black Mountain Side”, do primeiro disco do Led Zeppelin.

Fiquei muito interessado e busquei tutoriais e aulas no youtube. Aprendi a tocar nessa afinação. É como tocar um novo instrumento. Isso me trouxe muita realização e prova que existe aprendizado depois dos quarenta. Aprendi algumas músicas e também compus algumas outras nessa afinação.

viola caipira2

Durante minhas pesquisas, descobri que a Viola Caipira utiliza a mesma afinação do Keith Richards. É a afinação “Cebolão”, que tem esse nome porque faz a mulherada chorar quando o violeiro toca. É a afinação aberta de cinco cordas do Keith Richards, mas dobradas em mais cinco cordas mais finas que dão aquele brilho típico no som da viola.

Isso me atrai na música, a universalidade e a conexão, independente das fronteiras e estilos, a possibilidade de interação, mistura e criação, a possibilidade do surgimento de uma nova e diferente música a partir de uma improvável parceria entre Keith Richards e Almir Sater.


5 comentários

Ricardo · outubro 26, 2013 às 3:15 pm

Prezado, a afinação usada pelo Keith Richards é a Rio Baixo (GDGBD). A Cebolão é uma open E tuning.

    leandropessoabr · dezembro 20, 2013 às 10:25 pm

    Boa dica, Ricardo, obrigado!
    São afinações bastante similares, mas realmente diferem no tom (G e E).
    Abraço!

João Araújo · abril 24, 2015 às 6:12 pm

É natural que o pessoal do rock americano também chegue à essa afinação – Rio Abaixo, em Sol Maior – pois sempre apareceu na raiz do Blues. Ela provavelmente vem dos primórdios da raiz dos instrumentos de cordas dedilhadas nascidos na península ibérica a partir do alaúde mouro (guitarra, violão, viola, vihuela, etc.), pois no Brasil também era a afinação das Folias de Reis antigas.

Flávio · dezembro 11, 2016 às 12:57 am

Bom.

Élton Tejada · janeiro 12, 2017 às 12:34 am

A afinação aberta em Sol na viola caipira é chamada de Rio Abaixo. A afinação cebolão é em Ré ou Mi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *